Conforme o Decreto 6.022/2007, para estabelecimentos industriais, ou a eles equiparados, e atacadistas será obrigatória a escrituração do Bloco K no Sped Fiscal, a partir de janeiro de 2017, conforme Ajuste Sinief nº 8, de outubro de 2015, contendo as informações de movimentação de estoques e da produção.

  • Empresas com faturamento anual igual ou superior a R$ 300 milhões e pelas pessoas jurídicas habilitadas no Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (Recof), precisam informar o bloco K preenchido a partir de 1º janeiro de 2017.
  • Indústrias com faturamento igual ou superior a R$ 78 milhões ficarão obrigadas ao Bloco K somente a partir de 1 de janeiro de 2018.
  • Para outras empresas e comerciantes atacadistas, a exigência valerá a partir de 1 de janeiro de 2019.

A atuação da fiscalização passará a ter um amplo acesso com as novas informações das empresas, facilitando as informações de cruzamento de saldos com toda a parte de inventário da companhia.

A Receita Federal do Brasil terá registradas no Bloco K as quantidades produzidas a partir das informações do estoque das empresas, contemplando os insumos adquiridos em cada operação de produto acabado, a projeção de estoque de matéria-prima e de produto acabado, e ainda informações de industrialização efetuada por terceiros.

A multa pelo não fornecimento de informações relacionadas ao Bloco K ou sua entrega com dados incompletos pode chegar a 1% do valor total do estoque no período.

O Sistema ERP da Sisplan faz a gestão completa de sua empresa de forma eficaz. Está totalmente preparado para atender o Bloco K, evitando problemas com o Fisco, pois conta com os Módulos de Estoque e Planejamento, Programação e Controle da Produção (PPCP).

 O controle do Bloco K poderá colaborar de forma eficiente com as movimentações de entradas e saídas no estoque da empresa. Neste sentido, a empresa poderá ter um controle maior sobre as suas operações de estoque, evitando erros sobre as operações, e possuir um controle. 

FENACON. Bloco k exige mais atenção a partir de janeiro de 2017. Disponível em: <http://fenacon.org.br/noticias/bloco-k-exige-mais-atencao-a-partir-de-janeiro-de-2017-951/>. Acesso em: 21 nov. 2016